Humberto Fonsêca

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Na vida Antes Da Guerra... Uma Arte


Na vida Antes Da Guerra... Uma Arte
Rarefeitos Imbitubianos apresenta, "Na Vida Antes Da Guerra... Uma arte", é um texto inspirado no livro de Sun Tzu (A Arte da Guerra), compreendendo o momento atual das minhas pequenas batalhas busco traduzir alguns pensamentos do livro com um pouco de amplitude sobre as técnicas militares em prol da vida, sobrevivência, conflitos pessoais. Sintetizando completamente em minha escrita todas os pensamentos do qual o autor em sua forma distinta nos mostra vários sentidos da vida fora da guerra em um campo de batalha.

Humberto Fonseca
 



Na vida Antes Da Guerra... Uma Arte
Estudo sobre o livro: A Arte da Guerra
Autor: Sun Tzu


  Batalhas, conflitos, introduções pessimistas, revoluções radicais, questionamentos sociais, infrações, dúvidas, cobranças, orgulho, revolta, indignação, putrefação homicida, caos eminente, sociedade ambiciosa, orgulho demasiado, falta de atenção, preconceitos sem iguais e desmedido de sentidos, inimigos externos e íntimos, paz e guerra caminham como se fossem uma só manifestação de coragem, sabedorias perdidas, ganâncias perseguidas, vilões como mocinhos, falta reação para quem deseja ação, sobra ações para quem busca reações, é tanta contradição no mundo atual, que parece que não só nos perdemos no tempo como estamos perdidos no dia a dia, em declive para ver o que "está-lado-a-lado-e-frente-a-frente", uma comunicação usada para desferir, disparar, sufocar o pensamento ou simplesmente induzir ao consumismo desenfreado, ilimitado, compulsivo, em ter, possuir, dominar os sabores, as peles, e principalmente as pessoas, que se pregam e crucificam em cultos enganadores a liberdade que toma conta dos jovens, até mesmo nossos adultos querem voltar a juventude, e a juventude parece querer ficar cada vez mais inerte, como se vivesse em um berço para sempre cuidada pelos pais, muitos olhos desejam nos enganar com "seu brilho nefasto levado ao fim da revolução pessoal", nunca vi tanto desejo em ter escravos, em dominarem pessoas, em controlar quem quer que seja por pensar de maneira ilimitada, repulsiva, contraditória, divergente, indignação que faz gerar uma revolta superior aos nossos possíveis inimigos que já nascem para perseguir todas formas de "espírito-livres" como Nietzsche pregava seu estado filosófico e contraditório a nossa sociedade destruidora de sonhos, atitudes, capacidades, ao estudá-la com suas mais formas negativas conseguiu nos amparar com o melhor dela, a negatividade, a falta de caráter, a incompetência bestial de todos os dias que nos rodeia, não falta mais nada para este mundo chegar ao fim, acabar, e acredito que não esteja mais próximo de nosso fim, pois se formos analisar, já se findou o fim das pessoas.



"O guerreiro habilidoso se coloca numa disposição tática que impossibilita a derrota e não deixa escapar o momento de derrotar o inimigo" Sun Tzu


 Os níveis de posição tomam conta, e prescrevem quem deveríamos ser além de quem somos. Chega a ser vergonhoso não? Te fazerem pular uma fogueira da qual você já pula ela desde sua infância? Ou será que conseguiremos pular nossas fogueiras das vaidades? Te colocarem nomes, rotularem como espécie, modificarem tua forma de pensar e agir, induzir os números astrológicos com sua personalidade, confundir, embaralhar a mente com tantas picuínhas que realmente acabamos por acreditar em qualquer tipo de pessoa e suas "religiões-zinhas nefastas", seus inebriantes teores de confusão... Já não acredito mais que os dias melhorem, não mesmo, e acho que isto tem me feito aprender mais sobre os seres humanos e suas inúmeras contradições inspiradoras não só para continuar lutando em uma batalha que não importa se vou vencer, pois estar vivo e não dobrar os joelhos já é vencer. É tanta gente vivendo de falsidade que ser verdadeiro nos torna mentiroso.




"Aproveite o despreparo do inimigo e ataque quando ele menos espera". Chang Yu

 As escrituras não mentem, nunca mentiram, desde a Arte da Guerra até a Arte da Guerra, existem exemplos de todos sentidos, até mesmo o grande clássico de Maquiavel "O Príncipe", exibe o orgulho e luta, a bravura que certos homens tiveram que tomar para saber lidar com os povos, com as revoltas, em vencer oponentes gigantescos e ambiciosos, a violência que domina certos períodos da história, e que devemos buscar inspiração para se confortar ou se rebelar, ser atuante ou se calar, ir contra ou ficar a favor, porque ficar inibido não deve ser a melhor maneira de suportar a guerra desses tempos modernos, certo dia escrevi que precisávamos de uma nova sociedade, "não de uma seita", já vimos tantas ao longo dessa humanidade covarde, suicida, assassina, corrupta,, do que valeria termos que implantar o que já foi feito e não deu resultado nenhum?




"É divina a arte da sutileza e do segredo! É através dela que se aprende a ser invísivel e inaúdivel; enigmáticos como um Deus - assim poderemos ter o destino do inimigo em nossas mãos". Sun Tzu
Já não podemos mais esperar catástrofes, a verdadeira e maior guerra em que estamos vivendo chama-se a própria vida. A luta interna. As vozes interiores. Os domínios muito "além do bem e do mal", já que o mal se passa por bem, e o bem por mal, mal ou bem eu também quero sufocar quem deseja atrapalhar meus pensamentos, preciso explodir as minhas ocupações com inspirações cotidianas e satisfatórias para mim, mas elas também devem ter o intuito de ajudar meu próximo, não falo de lhe dar a mão, mas levantá-lo do chão, e aprender dia após dia que não devemos enfrentar aqueles que nos querem abater, já que Sun Tzu mesmo disse; O segredo de vencer a guerra, é não lutar.

  O desejo da luta é impulsivo, compulsivo, inebriante se formos seguir os conceitos, se imaginarmos que podemos dar o troco com a mesma moeda, e falo de pensamentos, de resoluções diárias, de coisas simples ou de coisas que não podemos sequer chegar perto e acabamos discutindo como mudanças para pessoas que não conseguem ou sequer imaginam um raio do seu pensamento, que nunca desejaram mudança, que já projetaram uma prospecção contínua de suas vidinhas fajutas, das suas explicações aturdidas ou muito avançadas, afinal, nem todos desejam experimentar os dissabores, e as pessoas desse nosso contemporâneo já estão mais que acostumadas a provarem desejos, saborearem desejos, construírem desejos, implantarem desejos, se alimentar de desejos, tantos outros "black fryday" da vida, e como nos falou Nietzsche que "se houve sacrifício é porque alguma coisa ganhou em troca", realmente devemos aprender o que e porque de tantos desejos pessoais como se fossem propriamente desferidos a nossa sociedade.

"Os antigos consideravam um guerreiro como talentoso aquele que não apenas vence, mas o que prima por vencer com tranquilidade, assim sendo suas vitórias nem lhe trazem renome por causa da sabedoria, nem crédito pela coragem". Sun Tzu

"Corajoso não é aquele que não sente medo, mas aquele que vence o medo".
Nelson Mandela
 
 Estamos em um momento onde sabedoria, humildade, coragem, medo, tranquilidade e guerreiros dividem a mesma forma de pensamento. Seria isso? Como sacrificar nossas ideias sem julgar os outros? Sendo que não conseguimos nos distanciar de nossos pensamentinhos para conhecer as ideias de nosso próximo... Sabe porque meu caro leitor, deve ser porque existem ideias e filosofias que não são para nós, que não devemos nos envolver, que não devemos possuir... "Existem exércitos que não dever ser confrontados, e terras que não devem ser possuídas", Sun Tzu fala sobre isso, e o mesmo é em nossas vidas, se a covardia reina nos maiores reinos, quanto mais nos menores? O homem já perdeu a coragem faz tempo, se não for pra ganhar dinheiro e nos dividir em classe, ele não sabe o que é lutar.
"A qualidade de decisão é como um mergulho veloz e certeiro de um falcão, que o capacita a atingir e capturar sua vítima. Assim o guerreiro genuíno será eficiente no ataque e rápido em suas decisões". Sun Tzu
 
 Fazem uns meses que eu "tô de mau com o mundo", injuriado com um monte de pessoas ao meu redor, e fazia uns meses que já não escrevia... Vai ver que não tinha nada interessante para falar, ou algo simplesmente extraordinário para escrever, ou vai ver lá, já não posso dirigir meus escritos para uma "galera" que desconhece tantas coisas reais, tantas coisas significativas, não só para mim , mais para um porrada de seres humanos que também se findaram na guerra da sobrevivência e não tem como conviver "nas praças dos desejos", nas confusões urbanas que sugam as filosofias com cinco minutos de apoteoses... _ Será que vocês não notaram que assim também nos é as escolas de samba, que seus desfiles são lindos, que as bundas são prefeitas, e que tem pobre que paga os olhos da cara por uma fantasia? Será que não tem como notar que mesmo sem fantasias existem coisas que são nobres fantasias? E que milhares de pessoas continuam caminhando para o abismo felizmente e com pensamentos concretos sobre suas decisões?
"A pressa pode ser estúpida, mas de qualquer forma economiza o gasto de energia e de valores; operações prolongadas podem até ser muto engenhosas, mas sempre trazem consigo calamidades". Ho Shih

 
 Este é o mundo que vivemos, faz-se mal feito rapidamente. Ou gasta-se o dobro, até mesmo o triplo pela demora, e pagamos com nosso sufoco até o resto da vida. Não é a questão de fazer as coisas bem feitas, mas fazê-las com sentido, para que tenha uso, para que sejam infindáveis com nossas propostas, nada de similares, de segunda linha, de improbidades, de aluguéis, de novas construções para nos roubar as almas, chega de produzir dor como uma forma útil, parece que voltamos ao tempo das sangrias, onde qualquer motivo de dor pessoal tinha como cura uma sangria para aliviar os homens que viviam naqueles nobres e pasmosos tempos, e hoje em dia sinto que a humanidade descaminha em uma sangria de comunicação, de cortes, de satisfações obrigatórias, onde nossos instintos devem ser capturados por seres mesquinhos e sem sentidos.
"Na batalha, não há mais que dois métodos de ataque - o normal e o extraordinário, entretanto estes dois combinados dão origens a séries infindáveis de manobras" Sun Tzu

Porque existem coisas e pensamentos que deveriam ser feitos sem que sequer pudéssemos esperar por eles? Onde fica a sobrevivência, o instinto cordial, se nos implicam tanto em viver a vida, ser livres, ser autônomos de nosso espírito, sendo que a maior de todas as batalhas ainda nos é a espiritual endeusando memoriais e crematórios de bestas que devem ser enterradas ou cremadas sem orgulho algum, porque tanto respeito a morte e desrespeito a vida?




"As estratégias são como o fluxo da água; pois a água corre a partir dos lugares mais altos pra os baixos, isto é ser imprevisível". Sun Tzu
 
 Se for enumerar os problemas que me cercam, que desejam arrasar minhas objeções, se for contribuir para assimilar todas as variantes de um sentido que "1Na guerra, portanto, deixe seu maior objetivo ser a vitória e não as longas campanhas", devemos resolver os problemas habituais por inteiros, tudo é como uma grande pedra escarpada sobre um monte, do qual se com longas chuvas ela descer abaixo moverá montanhas que pareciam inabaláveis.


"Operações prolongadas implicam no envelhecimento do exército, em prejuízos, em cofres públicos esvaziados , e muitas aflições para o povo; a verdadeira inteligência se protege de tais calamidades". Wang Hsi

  As vezes estamos tão empenhados pelo sucesso que seguimos nessa busca sem calcular as variantes, os tombos, a perca de tempo por algo que está muito além de fácil de conquistar, o que me faz ambiciosamente lutar na vida é a liberdade, como ela eu posso infligir todos meus conceitos habituais e buscar respostas inexplicáveis, bombardear pesadelos pessoais por questões que realmente sufocam minhas intempéries, é onde forjo toda angústia com revolta, é onde faço a dor da lágrima aguar flores, é onde posso suscetivelmente cobrir meu inimigo com ódio e repulsa sem perder minha conduta, sem perder meu equilíbrio, sem sentir medo algum ou modo de qualquer obstáculo, e espero que também seja com você, que possamos aprender dia após dia a "pregar os pregos com estopas". Nunca gostei de chefias, lideranças, mas no tempo em que estamos acho que as palavras se encaixam pérfidas e perfeitamente:

"O líder perfeito cultuva as leis morais e segue rigorosamente o método; assim ele tem o poder de controlar o sucesso. Os guerreiros genuínos dos velhos tempos se colocavam além da possibilidade de sofrer uma derrota e esperavam uma oportunidade para explorar a fragilidade do inimigo". Sun Tzu
 
 "2Está sem suas mãos evitar a derrota, não obstante, a oportunidade de derrotar o inimigo seja proporcionada pelo próprio inimigo", assim nos é a vida, as vezes nos tornamos nosso próprio feitor, nós mesmo desconfiamos de nossa audácia, de nossa capacidade, tememos ser ousados e desafiar o impossível uma vez que seja, no tombadilho do caos esperamos a boa vontade de algo bom que pode acontecer,"3Podemos saber como conquistar sem sermos capazes de fazê-lo", mas devemos ter a certeza que só os nossos passos podem transpor todas as barreiras, barragens, cavernas, desfiladeiros impossíveis, pois, se você chegou a esse ponto, quem disse que não pode vencer o próximo confronto?





"A virtude está no perfeito equilíbrio entre defesa e ataque, sabendo o momento certo de cada ação. O grande líder vislumbra a solução onde os outros nada veem, neste caso a vitória decorre de uma boa tática elaborada pelo estrategista, que criou as condições favoráveis, o que precisa ser feito é evitar quando o inimigo é forte e atacar quando ele é fraco". Sun Tzu
  Ninguém nasce sabendo das coisas. Mas as vezes somos forçados a aprender algumas coisas que uma dificuldade nos impôs, e as vezes existem pessoas que não tem técnica nenhuma, mais sua vontade e disposição são capazes de atordoar os mais estudiosos críticos de qualquer arte e setor, pois na maioria das vezes, a vontade misturada com a percepção nos faz ser um reduto de inspirações embasadas e tenazes como a mordida de um leão que não deixa escapar sua presa, ou a patada de um tigre que rasga sua vítima, ou até mesmo a habilidade de uma minúscula cobra cascavel capaz de derrubar um boi e matá-lo com uma simples picada embaixo de seu casco. "4Lograr é tão eficiente quanto um tiro de fuzil", assim poderemos criar as possibilidades adversas na vida e conseguir enxergar as nossas variações, o que nos rodeia com olhos fechado, ver com os próprios sentidos as atitudes desesperadas de quem parecia tão calmo, frio, e calculista esperando uma atitude perfeita para nos derrubar, para nos tirar uma possibilidade, para acabar com um de nossos sonhos ou realizações, "5Nós o confundimos com nossa atitude inusitada".
  "Quem estiver anteriormente no campo de batalha e esperar a vinda do inimigo estará bem disposto para a batalha; quem chegar depois no campo, tendo tido de se apressar para lutar estará exausto, portanto o combatente inteligente impõe sua vontade ao inimigo, mas não permite que o inimigo se impõe a ele, ao manter vantagem para si, ele pode fazer com que o inimigo se aproxime de acordo com sua vontade. Aproxime-se de pontos onde o inimigo precise se apressar para defender, marche velozmente em direção a lugares inesperados". Sun Tzu
 Nesses meus trintas anos de vida já declarei muitas guerras, a família, aos meus pais, irmãos, amigos, onde de uma maneira ou outra tive que engolir suas opiniões e mostrar as transformações a partir de mim, em nossas mais variadas guerras pessoais devemos buscar esse espírito que além de empreendedor e contraditório, repulsivo para quem não acredita em você, movimenta ódio e inveja ao seu redor, "6Faça uma exibição de fraqueza e vontade", assim poderás ser surpreendido pelos mais íntimos, próximos, saberás que os intuitos nem sempre são os que estão aparentes, que as pessoas mentem, são falsas, mentirosas, e principalmente, covardes. "7Não dê trégua ao seu inimigo".
  "Você pode avançar e se tornar absolutamente invencível se atingir o ponto fraco de seu inimigo; você pode se retirar e se livrar das perseguições se seus movimentos forem mais rápidos do que os do inimigo, se você quiser lutar, o inimigo pode se forçado à ação mesmo que esteja abrigado atrás de uma alta trincheira num fosso profundo. Tudo que precisamos é atacar algum outro lugar onde ele seja obrigado a levantar o cerco". Sun Tzu

"Chegue como um ciclone e saia como um raio". Chang Yu
 Quando você começa a se espionar, a questionar suas ações, policiar seus atos, entender suas fraquezas e subitamente esquecer os poderes do inimigo, será capaz de derrotá-lo com sua própria capacidade ao invés de esperar uma fraqueza, um momento duvidoso, uma informação mau contada sem pé nem cabeça, ou até mesmo um desses casuísticos contos de oráculos e mirabolantes senhores que necessitam de toda uma parte teórica e repulsiva ao estado natural em que estamos enfrentando situações difíceis na vida, no trabalho, no lar, com sua família, e temos que desvendar esses segredos custe o que custar, se for possível atropelar todas a formas de mentiras contraditórias que nos cercam, pois, se não soubermos o que realmente é relevante e verdadeiro em nossas vidas, simplesmente estaremos cercados de inimigos onipresentes, astutos, sem escrúpulos, e que somente a vergonha podem fazê-los pensar sobre o eterno erro em que desejam ver-nos viver.

"Em seguida vem a manobra tática, e nada é mais difícil que ela. A dificuldade da manobra tática está em transformar o subterfúgio em algo direto e infortuno em ganho, fazer manobras com um exército é vantajoso, mas muito perigoso com uma multidão indisciplinada, os homens fortes ficarão no front, não podemos fazer alianças até que estejamos cientes das intenções de nossos aliados".  Sun Tzu

  Na vida e nas guerras tudo é comunicação, é a chave para o sucesso, a porta que abre-se entrelinhas para nossa vitória, sem requerimentos está deve ser nossa preciosidade, nossa maior e fundamental importância em manter-se atualizado com os causos mais distintos e próximos. E quando a comunicação em nossa vida está atrapalhada, confusa, sem sentido, o que fazer? Pessoas são aparelhos? Será que elas ainda tem jeito? Aceitam as mudanças ou continuam nas barbáries das quais foram cultivadas suas educações?


"O grande líder começa por se checar de assessores inteligentes e capazes, conselheiros atentos, zelosos e fiéis; extremamente, escolhe aliados honestos e corajosos, em que um faria pelo outro o que este faria por ele. Sozinho ninguém vence, sem a equipe a vitória seria impossível".
Sun Tzu
  Não podemos desviar nossa força, poder pessoal, a responsa de ter ferido nossas dignidades por pessoas que não compreendem nosso real espírito, nossas necessidades, pois se não necessitamos pisar em alguém para ter o que necessitamos, existem alguns que não vão pensar duas vezes antes de fazer tais coisas para te ver despendido no chão e sem nenhuma mão ou pessoa pra te ajudar. Já sofri batalhas pessoais intermináveis, confusões que outras pessoas tiveram capacidade de fazer, e pensaram em seu âmago: "este miserável vai morrer sem saber porque, sem saber se defender, sem nem imaginar que fui eu que fiz tudo isso pra ele sofrer", e não deve ter sido diferente com outras pessoas, existem seres psicóticos e doentios que se aproximam de nós com a missão de implantar suas dores e torturas em nossas mentes, "8Quando usar a energia combinada seus guerreiros se tornam como toras ou pedras que rolam", e quando eles conseguem, como se libertar? Como voltar a ser uma pessoa normal e sem malícia? Tenho tentado, mas está difícil, e não é medo desses seres, não é medo de amar, nem de guerrear até a morte, é que essa corja de covardes são tantos, inúmeros, que ao se depararem com quem é capaz de conhecê-los e conectá-los no interior da alma pelo olhar eles tremem, sufocam, agem como se fossem bonzinhos, filha-da-putagem exacerbada nos rodeiam, e precisamos se unir, buscar forças interior, pois somente nós podemos defender, lutar, atacar, derrubar aqueles que por miséria pura desejam nos ver a míngua, lembrando que, "não podemos ser mais vil, baixos, e inescrupulosos ao ponto de chegar aos níveis dele". A moral do ser humano não conduz a moralidade que o mundo nos implica, cada um deve manter sua origem, cultivar a verdadeira essência, ser maior que seu inimigo em seu espírito".




"Faça com que seus planos sejam tão obscuros e impenetráveis quanto a noite e, quando se movimentar caia como um raio, é possível roubar o ânimo de todo um exército; é possível roubar a presença de espírito de um comandante, a eficiência dos estratagemas de todo um exército - uma multidão poderosa de um milhão de homens depende de um único homem: tal é a influência de espírito". Sun Tzu

"A presença de homens distintos em meio ao combate estremece seu inimigo, eis a importância de derrubar tal homem influente". Humberto Fonseca

"Caminhar para nossa própria morte não nos trás a vitória, a coragem precisa de inteligência" Ssu-ma Fa

"Aqueles que tem medo de diversos fatores de uma guerra devem abandonar o campo de batalha. Os covardes não ajudam os bravos, aumentam as despesas, escassa nosso tempo, esvaziam mantimentos, sobrepõe os pesos, dificultam o avançar das tropas". Humberto Fonseca
  Atrapalhe, atordoe, aborreça, insulte, tire o máximo de tempo e proveito das forças de seu inimigo assim você terá como entender seus preceitos e derrotar ele sem gastar muita ou excessiva energia, simplesmente use uma combinação de fatores, tempo e espaço, com uma perspicaz habilidade, monitoramento,"9Zé povinho é o cão, tem esses defeito, cê tendo ou não, cresce o zóio de qualquer jeito", exigindo dele um comportamento aparente necessário para usar bastante defesa e pouco ataque, sendo essa uma disciplina feitas por homens habituados em batalhas conclusivas.
"O desespero e vontade de sucesso do seu inimigo é a sua arma letal".
Humberto Fonseca
 
"O combatente habilidoso olha para o efeito da energia combinada e não requer demais dos indivíduos. Consequentemente, ele tem a habilidade de escolher os homens certos e utilizar a energia combinada. Assim sendo, a energia desenvolvida por guerreiros genuínos é como a força viva de uma pedra redonda descendo uma montanha altíssima". Sun Tzu

 
II Como Sobreviver Com As Limitações

  A vida além de ser contraditória, nos faz pensar em como resolver algumas questões ou problemas de maneiras rápidas ou conclusivas, seria essa a verdadeira opção? Fugir da dificuldade e procurar reparar algum erro ou solução com uma maneira abreviada, sinistra, atemporal, da qual você acaba transformando um devaneio em opção ótica de uma intransponível observação da vida? Será que as dificuldades, sofrimentos, possibilidades perdidas, sonhos que não se concluíram podem ser resolvidos de maneira rápida? _ Acho que nenhuma revolução se faz em um momento, e quando está chega à um momento é porque já vem há tempos buscando a solução e sendo trabalhada de forma adequada afim de resolver as suas questões.


"O general que avança sem cobiçar a fama e se retira sem temer a desonra, cujo único pensamento é o de proteger seus homens e servir bem ao seu país, é a joia do reino. Se entretanto, você for tolerante, mas incapaz de fazer sentir sua autoridade; bondoso, mas incapaz de fazer cumprir seu comando; e além de tudo, incapaz de controlar a desordem; então seus soldados serão como filhos mimados, serão inúteis para qualquer proposito prático".
Sun Tzu

"Elementos mesquinhos não são recomendados, mesmo que consigam atingir certos objetivos, pois não são pessoas de bem; um exército só pode ser forte, combater e vencer com homens de caráter. A integridade moral é um critério de avaliação necessário" Cheng Yi

 Como pensador, escritor, e sonhador constante, vivo correndo em busca dessas possibilidades, de poder um dia ter um recurso de vida melhor, de ter uma qualidade de vida da qual anseio, poder desfrutar de minha mulher e filhos, de um espaço para fazer meus escritos, encontrar uma profissão ou com a prática da escrita poder acreditar mais em mim, pois quando estamos sozinhos em uma empreitada há tantos caminhos rápidos se fazendo para a nossa queda, é raro encontrar alguém que te estende as mãos te oferecendo verdadeiras possibilidades de crescimento, onde você possa se qualificar, ter conhecimento, desbravar todas diversidades sem questionar os sofrimentos, as quedas, e os muitos tombos que a vida nos faz ver diariamente, seja com nós, seja com os outros.

"O que muitos não conseguem compreender é como a vitória pode acontecer usando as mesmas táticas do inimigo". Sun Tzu

"A tática é uma capacidade de quem exerce controle sobre seus sentimentos".
Humberto Fonseca
 
  Na vida, nesse jogo onde somos recrutados todos os dias querendo ou não, devemos estar ampliando nossas táticas, nossos amigos como (exército), espero que você leitor toda vez que ver essa palavra lembre de seus amigos, familiares, aliados, eles são seu exército, e quando ver a palavra (inimigo), estou falando de sistemas, circunstâncias, problemas diários, necessidades, e não quero levar nenhum dos pensamentos escritos por mim ou citações a coisas relacionadas a política, cultura, artes, balelas cotidianas entre outros fins que tantas pessoas acabam escrevendo, nem tampouco que entenda o texto como uma auto-ajuda, pois falo aqui de guerras pessoais e de pessoas, não de probleminhas que com uma reeducação ou mudando alguns hábitos você vai acabar vencendo na vida, pra mim não existe vencedor nem perdedor, existe os fracos e os fortes, os preparados e os que não estão, os que tem inteligência e os que precisam usá-la, os que desconhecem algo e os que conhecem muito, mas desde que vocês se relacione nos problemas pessoais com as causas naturais, e que ao gerar todos esses conflitos você consiga eliminar primeiro o que está ao seu lado, para quem sabe um dia consiga também abalar tudo que está tão próximo e longe de suas vistas.
"Todos homens podem ver as táticas superficiais com que conquisto, mas o que ninguém pode ver são as estratégias a partir das quais a vitória se desenvolve". Sun Tzu

"Uma confusão simulada requer uma disciplina perfeita; medo simulado requer coragem; fraqueza simulada demanda força. Esconder a ordem sobre o disfarce de desordem é simplesmente uma questão de subdivisão; ocultar a coragem sobre demonstração de temor pressupõe uma demanda de energia latente; mascarar a força com fraqueza é ter um objetivo e usar disposições táticas". Sun Tzu

"Assim sendo, aquele que for habilidoso em manter o inimigo a caminho mantém as aparências enganosas e o inimigo agirá de acordo com elas. Ele sacrifica algo que o inimigo pode procurar arrebatar. Ao mostrar suas iscas, ele mantém o inimigo em marcha; então, com um grupo de homens escolhidos, ele fica a espera". Sun Tzu


Vivemos um período tão conturbador que não conseguimos mais se ligar intensamente nas nossas aparências, ou no que está transformando nossas essências em aparências, pior ainda quando não notamos nossa mudança superficial, aquela que se faz aparente, diferente de nosso interior que pode analisar todas essas concordâncias e discordâncias sem mover um sentimento do qual nos faça motivar a perca de nossa verdadeira origem, sentido, capacidade, falando um pouco mais artisticamente poderíamos comparar a diferença entre graffiti e pixação, tão parecidas e diferentes, uma plenamente aceitável por viver do exterior, outra completamente inexpugnável por termos em visual o interior, a atitude, a coragem, e por mais dizer, uma prática criminosa vista aos olhos da sociedade, sempre tomamos como ponto de partida as indiferenças, as desigualdades, e como seres humanos não parecemos nada? Não temos mais nada em comum do que as nossas indiferenças? Será que esse jogo de igualdade e verdade, diferenças, relacionamento mútuo, exemplificam as nossas verdadeiras contradições pessoais?


"Em meio ao tumulto e agitação da batalha, pode haver uma desordem aparente e, entretanto, não haver desordem alguma; em meio à confusão e caos seu esquadrão pode estar não entendendo nada, porém estará imune a derrota". Sun Tzu

"De agora em diante, contentem-se em obedecer as ordens sem questionamentos desnecessários". Pel Hsingehen

  Certas horas em meio as dificuldades, se estamos fazendo as coisas com sentido, sem mentiras, buscando no mínimo que seja as nossas certezas, qual o medo de seguir para o próximo passo? Seguir os instintos? Será que não notamos ainda que existem muitas pessoas tentando destruir essa nossa capacidade excepcional de decifrar problemas e equilibrar os piores momentos da vida? O instinto humano foi o que nos trouxe até este momento avulso e atemporal do qual ele sacrifica o futuro pelo passado, e transforma o passo em futuro continuadamente.

"O combatente inteligente impõe sua vontade ao inimigo". Sun Tzu
"Quanto mais você penetrar numa região, maior será a solidariedade de suas tropas e assim os que estão se defendendo não levarão a melhor em relação a você. Pense cuidadosamente no bem estar de seus homens e não os sobrecarregue. Concentre sua energia e acumule sua força. Mantenha seu exército continuamente em movimento e trame seus planos impenetráveis". Sun Tzu

"Faça com que seus planos sejam tão obscuros e impenetráveis quanto a noite e, quando se movimentar, caia como um raio". Sun Tzu

  A vida nos exige determinação, ou como diz o rap atual "foco, força e fé", atitude, humildade, estamos em um momento que além de assimilar temos que ser similar, singular, e principalmente universal, compreender os mais variados temas e sentidos ou buscar ajuda de técnica ou de alguém que possa nos amparar, seja está ajuda verbal ou moral. Sozinho não somos nada. Sozinhos não somos ninguém. Sozinhos não conseguimos expressar os nossos verdadeiros valores, pois só quem está ao nosso lado consegue sentir e relacionar esses fatores existenciais, há não ser que existam realmente pessoas que adoram tanto a solidão e melancolia que se faz invisível aos olhares humanos, contemplando toda morfologia e inércia de sua vida como uma capacidade superior. Ser, ter, e criar determinação, é uma função idealizadora para as nossas realidades, é onde progredimos por inteiro sem esquecer a tal "essência" que estava falando, é não nos entregar para ser número de estatísticas, ou se nos depararmos com a nossa evolução tentar entender de onde e porque viemos, e que de maneira alguma devemos esquecer quem verdadeiramente somos, afinal, se você está realmente lutando para se tornar uma pessoa fulminante, com capacidade, criadora de oportunidades, que respeita a si próprio e os outros, e que tem orgulho de suas raízes, matrizes, direções artísticas e culturais, deve conhecer que suas necessidades e sonhos podem ou não ser compartilhadas com outras pessoas.


"Engane o inimigo de tal forma que ele possa ficar preguiçoso e a vontade enquanto você estiver se lançando a frente com maior velocidade. Disciplinados e calmos, esperando o surgir da desordem e do tumulto entre as hostes inimigas; essa é a arte da estratégia de preservar o autodomínio". Sun Tzu

"O bom instrutor deve estar atento, escutar plenamente seus alunos".
     Humberto Fonseca

"Não podemos fazer alianças até que estejamos cientes das intenções de nossos aliados. Não seremos capazes de tirar proveito das vantagens naturais a não ser que façamos uso de guias locais". Sun Tzu
   Olhando estes ensinamentos podemos fazer da nossa mente um recinto natural ao conhecimento desprovido e do qual não tínhamos nenhuma ligação até o momento. "O caos eminente de nosso inimigo se aproxima com um uso de técnicas simples e informações precisas, objetivas, sem vento nem curva". Temos em nossa mente um estoque de pensamentos dos quais podem solucionar as mais distintas guerras, derrubar os mais perversos exércitos, sacudir as mais perfeitas estratégias, derrubar os mais distintos obstáculos. Sendo assim, a nossa mente um departamento do qual não precisamos de armamentos, nem de confrontos, nem de medo, tampouco haverá mortes, a inteligência pode ser destruidora desde que haja informações precisas, esquadras de reflexos alinhadas, em pronta espera ao ataque e defesa. Nunca deixe os inimigos conhecerem os fatores climáticos, e os ambientes locais, do contrário nada servirá ao serviço de inteligência e energia combinada. O inimigo sabe quando estamos prontos para lutar, por isso é preciso desprepará-los, tirar-lhe o foco, para assim nos dar a solução e o momento ideal ao poder de fogo. Devemos sempre prever a vitória ou derrota em ambos os lados, eis a importância de usar a inteligência.
"O que o inimigo nos mostra são suas nuances, "aquilo que ele quer que você perceba", e num raio de luz ele te ludibria para passar suas informações aos outros setores que no mesmo espaço que você estão disputando as guerras pessoais, ele demonstra os pontos fracos como foco, os pontos frágeis, armas sem uso, tecnologias ultrapassadas, seu real objetivo é nos trazer o engodo como a vitória". Humberto Fonseca
 
Assim são os cuidados que devemos ter, e de não desistir de enfrentar as mais impossíveis batalhas, de não nos intimidar, de não cair na mais cruel arma de Sun Tzu "manobra-segredo-engodo", e como um xadrez acabar dando um xeque-mate na rainha. No estado crítico e perigoso podemos avaliar nosso inimigo, elaborar estratégias, dispor homens certos para qual flanco e tipo de batalha, encarar nosso medo é a maior realidade para fulgor e revolta geral na hora da batalha".

  A inteligência não pode estar equivocada, muito pior ainda é atacar o ponto fraco do inimigo, cair em seu engodo, na sua manipulação, não estar preparado para suas manobras, e na vida todo momento atual para mim tem sido ardiloso, defenda o que realmente interessa para nossa total aniquilação das estratégias inimigas.




"Aquele que não sabe fazer provisões e faz pouco caso de seus oponentes, subestimando sua capacidade, certamente será derrotado por eles". Sun Tzu
 
Antes de um ataque frustrado, ou perder tempo em diálogos para reunir seus homens, invista seu tempo em táticas, treinamentos, informações sigilosas entre seus melhores homens, não existe ataque perfeito nem defesa completa, mas sim um estudo das situações para determinar o dia e hora de fazermos nossas ações ser um sucesso completo. Paciência nunca foi um dom, um domínio, além da "paciência de Jó", e preciso muita arte.

Quando você levar um combate como revolta pessoal, ou confrontos perdidos anteriormente, podemos complementar que o inimigo conseguiu atingir seus objetivos. Calma, disciplina, vigor temerário, isole-se do passado, construa um momento oportuno, e lembre-se do ensinamento de Sun Tzu; "Use um ataque para explorar uma vitória, nunca use um ataque para se recuperar de uma derrota. O verdadeiro segredo da guerra é não lutar".


III Transitando Em Lugares Inoportunos
 
"Aproxime-se de pontos onde o inimigo precise se apressar para defender; marche velozmente em direção a lugares inesperados". Sun Tzu


Quem nunca entrou numa confusão? Em uma briga sem querer? Só não podemos ser o senhor que inventa de separar, pois sempre acaba sendo o maior provocador de outras situações. Só que depois de entrar, é preciso afiar a faca e cortar o queijo. Não existe caminho sem volta, não existe solução que ainda não foi inventada.

"Por esta razão o general é habilidoso quando ataca um oponente que não sabe o que defender; ele é habilidoso em se defender do oponente que não sabe o que atacar". Sun Tzu

Existem terrenos que nunca foram apropriados aos nossos passos, a estrada é íngreme, tortuosa, desfiladeiros, travessias impossíveis, passagens escuras, cheios de espreitas, espias subalternos, olheiros calcinantes, onde a tomada de decisão pode ser uma arma ou sua aniquilação.

"A arte da guerra nos ensina a confiar, não na possibilidade de o inimigo não vir, mas sim, na nossa prontidão para recebê-lo; não na probabilidade de ele não atacar, mas preferivelmente no fato de termos tornado nossa posição inexpugnável". Sun Tzu


Tudo na vida é posição, social, cultural, níveis intelectuais, não podemos estar nas mãos de adivinhos, de senhores com filosofias, de prestativa bondade dissimulada, ou simplesmente estar ao redor de seres onde nosso caráter e conjuntura venha vacilar para apropriações e convenções confundidas sobre nossa personalidade.


"Não fique por muito tempo em posições isoladas perigosas. Em situações de cerco, você precisa recorrer ao estratagema. Quando estiver em posição desesperadora, precisa lutar". Sun Tzu

"É preciso ter certeza de que determinada decisão é a mais adequada; então aja, não perca tempo esperando ordens". Fu Ch'ai

Contudo acredito que estamos sempre prontos a determinar novas possibilidades, encarar de frente as mudanças como um fator isolado que deve ser aceito ou não. Nossas vidas é o bem maior entre todas esperanças, e se em algum momento você perceber que estão querendo tomar sua vida, vontade, tempo, é hora de migrar os pensamentos e contemplar as mudanças, tomar rédeas de suas próprias decisões, agindo convenientemente ao que é necessário. Para mim, necessito renovar meu caráter, manter minha posição e consentimento sobre tudo que acredito e me faz contudo ampliar uma gama de variados pensamentos sobre o que é realmente determinante as minhas necessidades. O mundo anda cheio de muitas ilusões, de muitas paixões alusivas, de contemplações momentâneas que vão interferir diretamente sobre nossas situações.


"Quem é hábil, conquistará benefícios; Quem não é estará exposto ao perigo". Tsào Tsào
Na vida isso é um tanto conflitante. Eu prefiro estar exposto ao perigo do que conquistando benefícios dos quais ainda não consegui com minhas próprias vontades, com meu próprio conhecimento, exercendo no meu interior essa força em não deixar entrar em meios dos quais não conheço o início, de fazer parte de uma boiada, vivo em luta constante para ser o que minha personalidade tem constantemente versado no meu íntimo. No mundo atual sofremos uma batalha no dia pela integridade, pela capacidade de se ter disponível as nossas lutas, não estar focado nos interesses dos outros, e ao mesmo tempo fazer parte deles, compactuar em cenas impróprias, criar cenários dos quais nunca seremos o ator ou protagonista é perder sua verdadeira essência por interesses dos quais nos bem sabemos, a corrupção dos seres humanos não tem mais limites, não tem mais tamanhos, vejo que os menores hoje que se corrompem mais que os maiores, e o maior exemplo disso é o crime, tanto o desorganizado como o organizado, as piscinas de propina, tem gente matando gente por um cargo, uma assessoria, por uma vaga, sendo que muitas vezes quem realmente lutou e merece ela não chega a ocupar o posto.

E quando você tem a dignidade como um bioma natural, sendo ela a verdadeira natureza de suas ações, como um escudo protetor, você pode escorraçar seu inimigo como diz Sun Tzu; "Se por outro lado, em meio as dificuldades sempre estivermos prontos para aproveitar uma vantagem poderemos nos livrar do infortúnio".

Entenda como quiser, mas no mundo atual do qual vivemos, o "mundo de oportunidades" no qual me refiro não existe. E se notarmos, dificilmente alguém da algo a uma pessoa sem querer nada em troca. Só os verdadeiros amigos e alguns de nossos familiares conseguem exercer estas funções sem que abdiquem de seus valores ou sub julguem suas capacidades, emotivas ou sinceras, de particularidades ou sentidos, onde as verdadeiras atitudes não detém a casualidade da sua necessidade.

"Subjugue os chefes hostis impondo-lhes danos; crie problemas para eles e mantenha-os sempre ocupados; resista a tentações ilusórias e faça com que eles corram até um ponto determinado".
Sun Tzu

"Quando persistentemente permanecemos no campo inimigo, a longo prazo, será possível derrotar o comandante-em-chefe, diz-se que isso é alcançar um objetivo através da astúcia. Monopolize seu oponente se apoderando do que ele mais preza e sutilmente trame o momento da chegada dele na região". Sun Tzu

"Assim sendo demonstre a timidez de uma donzela, até que o inimigo lhe dê uma abertura; em seguida imite a rapidez de uma lebre correndo e será tarde demais para o inimigo resistir". Sun Tzu
Existem coisas das quais nós devemos lutar para conseguir. Há não ser que tenhas nascido em berço de ouro, cultivado pelo papai-e-mamãe, criado na aveia e mel. Nem tudo é para nós meus amigos. Até mesmo algumas filosofias podem prejudicar nossa percepção e discernimento sobre o que realmente estamos vivendo. Se damos voz e vontade aos nossos desejos acabamos esquecendo nossa real necessidade, nossas prioridades, nossas importâncias sobre os próprios projetos e todos aqueles que podem ser inseridos nele com o passar do tempo.


"Infeliz é o destino daquele que tenta vencer batalhas e ser bem sucedido no combate sem cultivar um espírito empreendedor". Sun Tzu

"Como tirar o melhor, tanto da força quanto da fragilidade - está é a questão que envolve o uso apropriado da região". Sun Tzu

IV Invadindo O Terreno Inimigo


Conheça a si próprio, não exija da sua inteligência ação. Pensar e agir são formas distintas na hora do ataque. Não se pode pensar enquanto ataca, e não pode dar tempo de seu inimigo pensar na hora de realizá-lo. O que determina os campos, as linhas, e as esferas do seu movimento vai ser o campo de estudo aliado a percepção, eis a necessidade de entrar no campo inimigo para ter a imaginação em conflito com a ação, ampliar nossa capacidade e determinar o momento exato do ataque. O sentimento é uma experiência conflitante em meio a guerras pessoais, sobre problemas diários, e todas outras formas de imaginar as linhas de batalhas e nossas prioridades em defender o que realmente é importante, ou sacrificar uma vitória com a sabedoria de que seus estudos sobre a situação serão favoráveis na hora de contra atacar, na hora em que ser superficial e rigoroso não faz nenhum sentido, existe momentos onde nossa superioridade deve ser a única arma a ser usada "faça com que seus planos sejam tão obscuros e impenetráveis quanto a noite e, quando se movimentar, caia como um raio". É o choque do encontro que vai dizer o calor das atividades, se suas teorias podem ser colocadas em práticas ou serem esquecidas por novos planos.

Faça seus movimentos em plena confiança, não se pode estar inseguro no próprio caminhar, é preciso penetrar em lugares de difíceis acessos, passagens que vão colocar toda sua credibilidade, atenção, agilidade, simplicidade, humildade, senso, questionai-o a capacidade de união sobre uma possível vantagem ou definitivamente abalar o seu oponente. A confiança é uma arma que deve ser usada desde que haja prudência, habilidade, seriedade, satisfação de todos aqueles que acreditam em você, pois serão esses que vão poder dar a devida resposta ao seu inimigo. Sun Tzu fala que "é mais sábio aquele que trás o inimigo para o campo de batalha", que usa do logro para fazer subestimar sua própria força, que antes de ser um guerreiro habilidoso aposta em sua equipe, amigos, alinhando todo pensamento e conhecimento para um ataque mortal, único, extraordinário através da energia combinada.

A força da qualidade em percepção aliada de pessoas com foco, disciplina, pensamento objetivo ao bem comum acabam por abalar aquelas com pensamentos pequenos, mesquinhos, que por própria vontade ou involuntariamente fazem desabar as nossas possibilidades. Temos que de certa maneira usar de outros entendimentos para invadir o campo inimigo. É precisão antes da ação, fluência verbal e de sinais, postura de conhecimento divididos, informações planejadas, nada pode ser feito de última hora, nada pode ser feito nas-coxas, sem subestimar a possível derrota. Ao mostrar o inimigo a força de seu exército esteja pronto para vencê-lo, para que nem chegue a conhecer os confrontos, as armas, as táticas, afinal, do que adiantaria tanto tempo em campo de batalha mostrando suas habilidades? Deixe os shows para os músicos, poetas, e meretrizes que ganham a vida e sabem divertir o povo. Na guerra, o objetivo tem que ser atingido em um único compasso, do qual parece desvirtuado, mas em breve resolução é um veneno mortal ao seu inimigo. Você o capacitou para o logro, fez com que ele tomasse cada gota de sua inexperiência, de sua capacidade, fazendo com que se ele não mostrasse seus pontos fracos ou fortes no mínimo foi capaz de ver o que ele pretendia, o que ele pensava, o que ele quis fazer com suas trincheiras mentais, as formas indecisas e habituais.
Dias atrás vi um vídeo de um conhecido, uma pessoa que não tenho muita amizade mas admiro seu trabalho, e a proposta audiovisual conduzia muito com as formas de pensamentos que estão sendo inseridos neste meus instantes, com poucas palavras e apostando na sonoridade, no silêncio, o grafiteiro "11Enivo", do qual também percorre diversos campos das artes plásticas mostrava um misto entre seus trabalhos de rua como o graffiti, do qual temos as diversas formas e técnicas sobre o contraste urbano, e ao mesmo tempo exibia a proposta de sua mostra individual "Âmago", onde o mesmo em vários momentos escolhia algumas de suas obras e as destruiu, tocou fogo, espancava-as com socos, trazendo em meu ver a nossa capacidade em reconstruir nossa história, em atear fogo no passado, em criar meios para o que em algum momento deixarmos perdurar sobre nossas vidas, podendo ser memórias, futuros imaginados e trabalhados dos quais não conseguimos percorrer, e sobretudo ampliava a capacidade de buscar novas técnicas, de reconstruir sobre o mesmo material uma nova essência, de recriar muito além de seu "Âmago" uma plástica sinuosa, violenta, com diversos materiais, e dos quais exibiam nas telas prontas e acabadas as marcas do fogo, o calor do processo, as circunstâncias atribuídas de se envolver em sua própria batalha pessoal e espiritual. Quando conseguimos mergulhar em nosso próprio ser, conseguimos como existência uma simplificação da nossa sabedoria e inspiração, uma cura, a nossa fé, e verdadeiramente o milagre, de se conhecer, de saber ser, de onde veio ou para onde ir, é sobrepor a capacidade da evolução sobre a destruição, em saber ponderar os momentos e entender os ciclos.


Ajudar, manifestar, fazer-se arrimo, entregar-se com vontade, braços fortes e avante, sem questionar os valores, é uma causa de união em prol dos mais fracos e necessitados, e se já nos portamos como tais, porque não findar-se em um confronto para defender outros interesses desde que eles sejam em comunhão com as nossas causas?

Quando você aprender a manipular a sua dor, o seu ódio, o seu egoísmo, as suas lamúrias, as adversidades, os confrontos pessoais, acredito que estará combatendo todos seus inimigos interiores antes de portar-se como um guerreiro hábil, ligado em todas circunstâncias inferiores e interiores, com a moralidade e disciplina de um samurai que espera um único momento para um golpe de desfecho mortal, sem similares, abstenções, trazendo em todas as formas e fatores uma só tacada no oponente.

"Como tirar o melhor, tanto da força, quanto da fragilidade - está é a questão que envolve o uso apropriado da região. É próprio do general ser reservado e assim assegurar o segredo, ser correto, justo e manter a ordem. Ele precisa ser capaz iludir seus oficiais e homens através de informações falsas e aparências e assim deixá-los em completa ignorância. Passar em revista suas tropas e levá-las ao perigo - essa pode ser a tarefa de um general. A utilidade de táticas agressivas e defensivas; e as leis fundamentais da natureza humana; essas são as coisas que certamente precisam ser estudadas". Sun Tzu

As informações, os informantes, os espiões, o que seriam eles? Sem a sua imaginação, de nada servem, sem a sua atitude límpida como um cristal e forte como um rochedo, vai ser através da dignidade de quem exerce a capacidade sobre a vitória que vamos entendendo todas as suas afinidades e contrariedades, podemos ser um simples ouvinte ou confessar nossos pensamentos, porque ter medo de vasculhar suas próprias capacidades? A confiança é um prato cheio de atrocidades, por isso a vigilância e informação devem ser todas analisadas, e como disse Sun Tzu; "Todos homens podem ver as táticas superficiais com que conquisto, mas o que ninguém pode ver são as estratégias a partir das quais a vitória se desenvolve"

Tenho aprendido tantas coisas ao poder lidar com a paciência, acho que está é uma fortaleza para o segredo de vencer uma guerra, ter fé nas suas crenças e manipular os artifícios recorrentes para fazer as coisas acontecerem rapidamente ou demorada, já que o tempo exige isso, que algumas atitudes devem ser tomadas, outras simplesmente aguardadas, e compreender os momentos oportunos e ao mesmo tempo de fazer parcerias, é preciso abandonar alguns planos para podermos concluir pequenos traçados, pequenas frestas que podem ser grandes fugas, e grandes movimentos que parecem fugas mas nada mais é que um belo e extraordinário ataque. Quando se está em campo inimigo não deve-se temer, não pode-se fraquejar, ou você mantém a postura ou simplesmente parte, está aí a vocação suprema de um guerreiro habilidoso, e como bem diz as histórias das periferias de que "malandro é o que vive", "tem que saber entrar e saber sair", é preciso muita astúcia, fé, capacidade emocional inabalável e se ver o perigo encarar o ataque, use seu medo como uma arma, e arme seu inimigo de pensamentos inesgotáveis sobre você, é bem melhor mesmo em retirada ele com dúvida do que você com pensamentos e atitudes de má postura em seu campo.

Toda corrente de pensamento tem um esgotamento. Não quer dizer que você perdeu a visão, o teor das pistas, as veracidades dos fatos, a realidade, é que tem horas em que as coisas esfriam, ninguém convive em um nível de ataque constante, nosso corpo cansa, nossa mente se abala, nossos pensamentos se fundem, quanto mais a do seu inimigo se estiver em desvantagem? É preciso buscar técnicas, apoio, novas alianças ou possíveis interessados em dividir suas experiências com nossas causa, ou ceder nosso conhecimento para apoiar os que dele em algum momento estejam necessitados, há tantas causas em meio ao inimigo que certas horas é bom estar um pouco desligado dele dentro de nossas mentes, isso se estivermos realmente aplicados em compreender a hora e momento oportuno.

As preocupações, cansaço interno e externo, as agonias, a vontade excessiva de vencer, em certos momentos nos atrapalham, é preciso estar atento e vigilante, assim serás explosivo como um vulcão que ao fazer sua erupção todos tem que evacuar seus lugares, e frio como uma geleira para poder suportar todo calor excessivo das batalhas, a morte de sua capacidade é a vitória do seu inimigo, se existe uma guerra, não pode existir excesso de confiança, nem expressão de agonia, alie os pensamentos com suas técnicas, e algumas coisas podem ter o seu desfecho naturalmente já que você foi capaz de fazer todo impossível, em certos momentos é preciso esperar, usar a sabedoria, abster-se de pequenos conflitos, pausar e estudar todo empreendimento e as causas que te fizeram ir até tal ponto crítico, sinuoso, ou decisivo.

Atitudes inusitadas sem questionamentos só devem ser usadas na sua inteligência, a serviço dela, para enriquecê-la ou testa-la, para se assim surgir alguma adversidade ou probabilidade elas serem divididas e usadas em velocidade para uma retirada ou ataque, "todos homens podem ver as táticas superficiais com que conquisto, mas o que ninguém pode ver são as estratégias a partir das quais a vitória se desenvolve", do mesmo modo que a curiosidade matou o gato, ela pode atrofiar o homem, rapidamente nós saberemos identificar os fatores se estivermos atentos e em constante divisão de informações para os desfechos bem sucedidos de suas ações próprias ou em equipe. O uso de sistemas tem uma finalidade única de fazer acontecer as divisões necessárias em atual momento de colocar em prática as táticas, as manobras, os afluentes de nossa emancipação local ou de buscar parceiros para a conclusão de nossas teses.



"Se for vantajoso para você avance; se não fique onde está. O ego não deve ir a guerra, um campo de batalha não é espaço para ressentimentos, cada batalha é um novo jogo, um novo vencedor. A raiva pode com o tempo se transformar alegria; o desgosto pode ser sucedido pela satisfação. Um reino que tenha sido destruído uma vez nunca mais voltará a ser; nem podem os mortos voltar a vida" Sun Tzu


A vida nos capacita a compreender os mais diversos sentimentos, precisamos nos envolver desde os pensamentos aso problemas, as vezes nem pode ser em busca da solução, mas estudar o que nos trouxe até este momento. Na vida temos que estar realmente atentos, com um olho no gato e outro no peixe, é preciso dar murro em ponta de faca pra valorizar o acerto dos nossos golpes e não perder a simplicidade de estar se capacitando para empreender novas batalhas. O que não conseguimos expor deve ser pensado e refletido, é preciso expelir os sentimentos para renovar os pensamentos. A renovação de nossas forças acabam atrofiando os inimigos que em certos momentos já chegaram na fase final de sua evolução, tentando assim lograr o seu poder interno de compreender que já podemos estar no final das batalhas.


"Pois é precisamente quando uma força militar se encontra em perigo que ela é capaz de dar o golpe que leva a vitória. O sucesso na guerra é alcançado quando, cuidadosamente, nos adaptamos aos propósitos do inimigo". Sun Tzu


_____________________________________________________________

Texto: Humberto Fonseca

Citações:

1 - Sun Tzu - "A Arte da Guerra"

2 - Sun Tzu - "A Arte da Guerra"

3 - Chang Yu

4 - Humberto Fonseca

5 - Lin Chùan

6 - Tu Mu

7 - Hunberto Fonseca

8 - Sun Tzu - A Arte da Guerra

9, 10 - Racionais MC´s - Jesus Chorou

11 - Enivo - (Âmago) - Mostra na Galeria A7MA