Humberto Fonsêca

terça-feira, 31 de maio de 2011

Segue O Homem

Segue O Homem...


Assim...
Numa nova hipótese!
Para arrumar um qualquer...
A indústria aplica no seu produto,
Injetando no ar...
__ " O custo natural em largos escombros gaseificados estremece o populismo."

Por um modo avançado e tecnológico a facilidade chega ao comercio.
Os produtos multi-utilitários, funções conjugadas...
Programações conforme o consumidor.
__" E o satélite natural resplandece as noites acaloradas no dia de muitos graus..."

Os ar condicionados pinga água na calçada...
Os passos sujos transformam em lama...
Segue o homem...
Manchando as ruas, deixando pegadas,
Segue o homem...
Sem ter anseio do futuro... Quem sabe o que lhe espera?

__ " Os casos de pele já surtam, mas de regata o aquecimento ameniza. "

É verdade... O fim está próximo.
__ " Mas se chegar até os 60 para mim esta bom. "

Ele nem se importa!
Faz plataformas, usina atômica, traz gás da Bolívia e não se cansa...
Procura um novo recurso, o minério, nosso amargo Vale do Rio Doce...
__ " Mais pra frente o dinheiro será embriões... "

O dom da vida...
A realidade de injustiças e subornos,
O poder das empresas e goveno,
Segue o homem...
Sem ter vergonha, plantando a iniquidade,
Judiando da pobre Terra, agora próximo de esgotar as riquezas...
Segue o homem...
Falando na minha orelha...
__ " Quero um futuro p'ros meus filhos... "

Segue o homem...


Humberto Fonseca

Nenhum comentário: