Humberto Fonsêca

domingo, 31 de dezembro de 2017





Aspirando Positivismo 


"Em cada olhar, toneladas de dores misturam-se a sorrisos sinceros ".

A humildade não conduz o homem a modificar sua história, mas pode interferir na de outros. 


 Falar em humildade já nos coloca em uma posição da qual se a usarmos como tema, lisonja, luxo, ao dominar certa atitude humana, como se fosse observável, lembro de um artigo de Auguste Comte, onde em um de seus escritos positivistas, citava diversas ações egocêntricas das quais os seres humanos utilizam as virtudes humanas como a polidez, a doçura, a dignidade, a verdade, como sendo meros preceitos para disfarças as canalhices... Sendo nos dias atuais, meros atributos para o interesse próprio.

 Entender essas diferenças entre a força da gratidão e o espetáculo dos endeusamentos, é em si, supor, o embate, entre lisonja e pertencimento, estar nestes campos de pelejas multi-sensoriais, das quais são apresentadas, até mesmo após a revolução iluminista, não mais impressiona para quem cultua uma "educação humanística", da qual fora embasada na ética, - pautada no bem estar de todos -, compreendo nos dias atuais, que tem-se muito mais para aprender do que ensinar.

Humildade, para aqueles que a conhecem, para os que a desvelam, é simplesmente ter a consciência de não precisar usá-la. 





Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Sonalimento




Sonalimento


Sempre faço a digestão,
Ao som do violão.





Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Intitulo





Intitulo 

Meu lugar,
Meu país,
Em todos os lados,
Serei sempre,
A mês'pessoa,
De pés,
Mãos,
Neurônios e espécie.

Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Disvirtualidade


Disvirtualidade



"Tá vivo,
Tá de pé,
Tá de volta...
Recomeça as pancadas,
Que os verdadeiros sabem o peso,
A pancada,
Da nossa imagem proposta".




"Quando um só homem é capaz de criar uma guerra, é porque nunca existiu um exército. Aquele que tem medo das verdades acostumou-se as mentiras. A dor também é uma aprendiz da felicidade, e minha liberdade social é inquestionável".

Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Ton's




Ton's

"Em cada silêncio haverá uma cor,
Uma luz, uma esperança, uma voz,
Resta saber se teremos a percepção de identificar ".



Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Viver




Viver


"Os martírios das batalhas estão curadas, 
O guerreiro rejuvenesce sem ter esperança, 
Luta pelo instinto, sentindo, dando golpes, 
Horas com perfeição, horas pela nobre força da vida, 
Sem ensejos, convites, 
Desafiando o acontecer, 
Jogando-se na vala do do destino".




Humberto Fonseca

Humberto Fonsêca - Falando de nós...



Falando de nós...




Algumas coisas precisam ser vividas,
Não apenas ditas,
Para minha insatisfação,
Apenas tento escrever,
E se esqueci de alguém,
Foi por muito amor e segredo.





Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Refazer




Refazer


Nunca espere nada de ninguém,
"Maldito do homem que confia no outro",
Faça algo para alguém,
Se desejares o bem,
Bendito, "de amigos assim o inferno tá cheio",
Siga o seu coração, 
Ilumine sua bondade,
Se ousares exaltar ou falar,
Es o maior dos hipócritas,
Bondade não é moeda de troca,
Mas sim um investimento dentro de si,
Em ter paz, alegria, compaixão sem piedade,
Ao mostrar seu interior em outra felicidade...


"O impossível é uma obrigatoriedade para conhecermos a vitória".


- E você, já está livre para fazer o bem?




Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Entenda... - II





Entenda... - II

Dias silenciosos, de movimentação constante, saboreio a naturalidade mútua, que se defende na ofensiva, sobre-olho que os vaos de cada caos reina o mesmo silêncio, indefeso, como quem tem bala no pente a qualquer troca de fogo, palavra, verbo, conheço os mistérios do ser humano que se arma de questões e discute pelas soluções, que te olha enfurecido e disfarçado de malícia, do qual aceita tuas palavras com escarnio por trás do sorriso. Tenho que manter a mesma firmeza, e fazer-me engulir a falta de determinação, deixar que acredite que eu estou acreditando no mesmo, que pense enganar meu nobre coração, e tantos outros momentos que exibo a ingenuidade da minha mente, assim como Jesus disse; " Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem", meu Deus eles não sabem o quanto lutei na vida para torna-se calmo e no verdadeiro homem de paz, é fácil ter os costumes dos covardes, crueis, maliciosos, ambiciosos, invejosos, assassinos, aqueles que causa brigas entre os verdadeiros, não me resta sombra ou luz de dúvida...

_ Melhor estar calado.

Humberto Fonsêca - Entenda...






Entenda...

Ter vontade; é pouco,
Determinação; é básico,
Auto estima; normal,
Paciência; uma regra,
Paz de espírito; tem que ser natural,
Ter instinto; é ser destro,
Ocupação; é inspiração,
Respeitar ao próximo; é educação,
Confiar; é preciso,
Desconfiar; também,
Sabendo sempre; que maldito é o homem que confia em outro,
A esperança; deve ser cordialidade.

 Pensamentos positivos e negativos chocam-se dentro de mim, dentro de você; prepare-se para o pouco, o nada, o tudo...

 Vê se para de reclamar e compreenda, que estais vivo, tens forças, sabedoria, pare de zizaguear em seu destino, e  sem eventualidade, siga um caminho.





Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - A Fala, E O Poema - IV





A Fala, E O Poema - IV


Todas as vezes,
Antes de desistir,
Eu penso em, mudar...

As técnicas,
Estratégias,
Planos de batalha.

Sei bem,
Que a melhor defesa,
É o ataque...

Paciência requer paz,
O espírito nem sempre se convence,
Mas convenço meu entusiasmo,
Sou arrastado pelas marés até meu último fôlego,
Sei até onde suportar,
Sinto que a imensidão das lutas treina os verdadeiros guerreiros,
Sua auto-estima não precisa de forças,
Ilusões do destino,
A vontade sempre foi e será uma chama que arde,
Treino para as lutas mentais,
Bem sei o quanto meu corpo pode se defender...

Quanto aos meus sonhos,
Possíveis e impossíveis,
Continuam sendo a maneira pura deste mero e aplicado sobrevivente.

Vivacidade nas teias da solidão,
epopéia impactante,
Sou o peso de meu peso,
Sou o peso na terra,
Onde sobrevêm a voz,

Tirando agonias do coração.



Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Labutas




Labutas

A enxada,
É caneta,
Limpando as folhas.

Ainda existe em meu sangue,
Um lavrador sertanejo.

Humberto Fonsêca - Singularidades





Singularidades


Agora vejo,
Como foi difícil habitar,
No mundo dos covardes, corruptos...

Agora vejo,
Como é difícil,
Eles habitarem no mundo dos verdadeiros.


Basta olhar a belezas,
Da selva de pedra,
Para quebrar seus corações.


"As maiores guerras que temos é reconhecer e saber aceitar as diferenças dos outros".




Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Caminhos De Uma Praia Vermelha







Caminhos De Uma Praia Vermelha


Pelas luzes de Velázquez,
Um dia,
Com sol.


"Me inspira deusa,
Com os ares do céu,
Minha mente transporta,
Tuas cores ao papel."




A maior,
Autoridade,
Chama -se,
Liberdade.

Meus pés,
Caminham,
Livres.



"A saudade manuseia-se lentamente, exercendo suas memórias"



O verdadeiro amor,
Te conduz,
A liberdade.



Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - A Fala, E O Poema - III







A Fala, E O Poema - III

Nesse novo amanhã,
Seremos hoje,
O dia que queremos.

Toda distância tem um destino sem sentido.



Humberto Fonsêca

Humberto Fonsêca - Desencontro





Desencontro



Haverá dias, em que tu te levantarás com uma força sobrenatural. 

 Quando teu ser se conciliar com o exterior... Quando sua vaguidão espiritual encontrar firme-mente um piso de confiança e elevação. 

 A paz é um juízo que os homens buscam sempre nos roubar. 

 Seja com uma invenção moderna, seja com uma irrefletida ação. 

 Pressurizo as sensações e não estou sancionando nenhuma questão, meu dizer é falar, abundância de força e espírito. 

 Porque além da capacidade muscular e motora.
 Meu intelecto precisa cansar.


 _ ISSO PASSA!!! E TODO CASTIGO PARA POBRE É POUCO!






Humberto Fonsêca