Verbos Curtos - Humberto Fonsêca & MaicknucleaR

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Pedaços De Um Vazio Que Vai Ser Ocupado - Poesia de: Humberto Fonseca

Pedaços de Um Vazio Que Vai Ser Ocupado


Hoje estou triste. É difícil e lamentável escrever isso. Eu que sou duro como a rocha, e de certa forma aprendi a suportar a dor com tal franqueza que seus estampidos não causa fraqueza. Mas de certa forma preciso admitir para mim mesmo que estou triste. Que uma tristeza muito grande e superior de toda minha existência tomou vez, voz, e forma. Você luta, luta, luta, pelo presente pra detonar o passado, mas tem pessoas que nunca vão conseguir serem libertadas, de te libertar de suas mágoas, de esquecer os ressentimentos, e muito mais ainda, quando você consegue perceber que essa pessoa já te fez tanto mal, que de alguma forma você sentiu em sua alma que não podia ter nada contra ela, nada mesmo. Mesmo assim essa pessoa te esconde algo, essa pessoa mente, e coloca palavra até mesmo de deuses pra te dizer que o universo é isso, que as coisas são assim, que Deus te fez pra sofrer, e sinceramente, tenho tanta fé em Deus que ele pra mim quando nos coloca em uma batalha é porque sabe da sua força e que você tem capacidade de ganhar. Só que parece que de certa forma, essas pessoas te enganam de tal ponto que são elas mesmas os opositores da tua vitória, dizem que é assim mesmo, é normal, "eu mesmo já passei por isso, mas acaba", e sinceramente, eu com meus belos trinta anos já sei quantas fases humanas temos de lutas e de vitórias, e por mais forte que sejamos, é impossível viver apenas lutando, na vida há de haver prazer em alguns instantes, segundos, minutos que sejam, mais aceitar que a perpetuação do sofrimento é por causa própria impossível. Temos que dar um basta! Temos que unir forças, homens, armamentos se possíveis pra rasgar e transpassar esses obstáculos que um monte de raça sem alma de carapuça tem nos afligido com suas mentiras escabrosas sobre quem somos, quem seriamos, e o melhor, o que queremos pra nós.

A mentira continua sendo a maior destruidora de lares, de vidas, de sonhos. É preciso ter muita força pra encarar a mentira. É preciso ter muita cara pra ver essas caras e bocas, e sentidos desvairados de que o seu momento foi você que procurou, sendo que desde muito tu já procuras outros, tu queres a luz, mas as pessoas te oferecem o escuro, quando tu quer o escuro te oferecem os claros, quando é pra estar só se achegam, quando é pra se estar juntos se dispersam, e por ai vai... O que dizer? Se de repente a pessoa que tu mais admira no mundo é a pessoa que mais te esconde mentiras? A vida é engraçada para quem é muito sério, e é muito séria para quem é engraçado. Sinto no mínimo que o tema do texto segue o que mais gosto de escrever, compartilhar, assimilar, esse meu neologismo criminal sobre as verdades que tanto sustento em vida e autoria, afinal; para quem sofreu e sofre pelas mentiras, só pode sustentar, sofrer, viver, mesmo que seja se fudendo... Pelas verdades.

O homem tem uma necessidade triunfal nesses fins de mundos, a de sustentar suas hipóteses por mais hostis que sejam, desde que elas sejam honestas, dignas, verdadeiras, de serem compartilhadas ou não, vos digo que o preço é caro, e quem vai pagar é aquele que se relaciona com a vida sem a necessidade de manipular, maltratar, humilhar, mutilar o sentimento alheio, de amigos, familiares, ou até mesmo a família. "As pessoas desse mundo moderno e mesquinho não suportam de que podemos viver de maneira simples, sem maldades, sem detonar o sentimento alheio", é preciso ter as contas em jogo para estar tomando o que é mais sagrado do ser humano, sua verdadeira ideologia. Por isso, não esconda, não se retraia, vá pra cima, se expanda, jogue as verdades sem medo, afinal de contas, até mesmo as verdades um dia acaba, elas serão transformadas em momentos para esses desacreditados, terão de provar em algum momento, pois quem lida com a verdade, deve ter em seu espírito algum ou muito sentido no que se diz "experiência de vida", e com elas pode ter certeza que a curiosidade de muitos também acabarão.

Tenho sentimentos do passado que em algum momento da minha vida foram grandes tristezas, sentimentos depressivos, muitas falhas, hoje os enxergo como um ensinamento, que tive de manipular minhas emoções pra fazer as mais diversas sensações, e poder por mais difícil que sejam os momentos, diferir meus pensamentos com a certeza e sincera voz do que a vida até hoje me ensinou, sinto-me em um tombadilho, correndo em um tablado assombrado de pessoas que sinceramente, desejam que eu não estejam nele, minha presença incomoda, insatisfaz, causa espanto, interrompe os ciclos maléficos, e contribuem de cera maneira para guerras que eles nunca estiveram preparados, ou tampouco, sabem se defender, mas buscam me manter ali ainda assim como que com receio, com a ideia de que não sou bem vindo, de que invadi uma área proibida, que as minhas esperanças já foram as delas... Mas no meio disso tudo, sinto e sei apenas que não perdi uma sequer, que mesmo sendo falsificado por tais mentiras, meu ser ainda continua bruto, latente, submerso de emoções que afloram por onde passo, e até mesmo os passos mais tristes de minha caminhada serve de inspiração para aqueles que sentem-se pior do que eu, mais perdidos do que eu, mais solitários do que eu, mais duros do que eu, até porque essa minha capa de dureza é pra não poder demonstrar o quanto de amor eu ainda tenho, carrego, e desejo dividir com todos, minha alma grita, surta sem ter um espasmo, e choro escrevendo porque só sei escrever o que sinto, só sinto o que escrevo ao ver minha vontade se esgotar, pois não posso deixara ira levantar-se dentro do meu peito, já muita revolta, muitos crimes, muitas maldades, muita indiferença, e preconceito nem quero falar, porque venho das classes que mais sofreram esses pretextos para humilhar o ser humano, seja ele pobre ou de cor, ou até mesmo por saber mais, por saber menos, ou pior ainda, quando vemos alguém tachar o outro porque ele tem mais dinheiro e nós temos menos, não sou um típico cara que aceita as igualdades, elas não existem, mas sinceramente, se pudermos olhar para o ser humano e conhecer ele como ser humano que somos, que todos vamos morrer e exalar a mesma carniça, sabemos que já evoluímos como seres capazes de esquecer as diferenças e nos tratarmos de maneiras iguais.

Para onde levamos o conhecimento? O saber ocupa espaço? Está na hora de dividir estes tais conhecimentos, infestar uma igualdade de pensamento que seja já que nossas malditas riquezas, bens, e classes manipulam as diferenças, ou o que diferem o bom e o ruim. Sei também que existe ser humano com maldade e bondade, que temos seres humanos doentios, e aqueles com necessidades que necessitam da nossa ajuda para sobreviver. A mutação do tempo cresceu de tal forma que o ser humano está entrando em suas próprias mutações para ser diferentes dos outros. É uma busca por poder além das riquezas, agora eles querem mesmo o poder de controlar o tempo, hipnotizar humanos, controlar mentes, submeter as mais variadas experiências em quer que seja, não basta mais temos caráter, temos que ter uma garra violenta para mostrar que não seremos submetidos a se humilhar em suas mais variadas ideias.

Agora o que fazer quando uma pessoa da qual você confia sua vida não muda? Não estamos falando de parar de fumar, parar de dormir tarde, fazer pouco exercício, ou ser um cara que não busca crescer na vida, afinal de contas viemos ao mundo para aprender e para buscar aquilo que interessa a cada um. Quando isso se instala no ser humano, como uma sóciopata, psicopatia, uma doença patológica, acho que é disto que estou falando, quando a pessoa tem a missão de mentir e fazer as pessoas sofrer, e mesmo assim fica ali do teu lado, olhando cada instante, parece que sentindo prazer em ver o ser humano sofrer, sentir dores, ocupar-se e calúnias, torturar de alguma maneira a sua mente. Ate que vemos mentes criminosas que de alguma forma já receberam muita lapada nas escondidas, que já foram extremamente espancadas, mortas, por algum sofrimento causado a um alheio, ou até mesmo um oficial da lei te implicou essas regras maldosas por você ter feito um erro a um ser humano, mas quando se fala de crimes, acho que a área é outra e é por isso que já pensei nesse seu possível pensamento, não que esteja defendendo, mas quando existe essas partes, a lei é quem deve interferir, apurar, e mostrar os culpados para que ele pague suas penas. Mas quando um familiar ou amigo, namorada, até mesmo conhecido sofre com isso, como você vai conseguir ajudar alguém que no fundo quer te fazer sofrer? Acho que só vamos conseguir ajudá-las partindo para bem longe delas, onde de alguma maneira estejamos com a defesa armada daqueles que realmente pode chegar junto de nós, já que no mundo sempre estaremos rodeados de possíveis amigos, inimigos, breves conhecidos, amores impossíveis, a nossa competência em manter-se distante é importante, pois se vemos que a pessoa não muda, continua, como fazer com que ela mude? Sendo que o pior não está apenas nesse ponto que você consegue enxergar das mentiras que ela é capaz de te fazer ver, viver, e crer, o pior está naquilo que ela esconde para de alguma maneira ludibriar tua mente afim de que você esteja em um banho-maria constante sem sentir algum pesar por ela, sem que você desconfie dela, sem que você possa sequer imaginar que essa pessoa é tão má quanto qualquer outro ser humano que tenha essas intenções.

Não sei se estou eu precisando de um tratamento psicológico, ou se estão manipulando tantas esferas diabólicas para que vá procurar um tratamento. Mas sinto lhes dizer, que a guerra apenas iniciou, não irei parar em consultórios, sei que as artes é meu refúgio, o mar é minha maior paixão, e que só as pessoas de má identidade, senso de caráter com má formação de opinião, falo de opinião ao respeitar o próximo, sem preconceitos, sem racismos, falta de sensibilidade, e exageradas doses de ritos e deuses são capazes de me tirar do sério. Sinceramente, não estou doente, e se busco alegrias, e consigo encontrar alegrias nas coisas mais simples da vida é porque não perdi um milímetro da minha sensibilidade, basta ver uma árvore, um pássaro, um pôr-do-sol, e simplesmente minha alma se transforma, tenho mais necessidade das coisas simples, daquilo que me faz sentir vivo, de pessoas honestas que se contradizem nos debates, mas que não mentem pra esconder suas diferenças.

A poesia me liberta de tantos males, que sinto a cura correr nas minhas veias, e o coração aliviar, e mudar a primeira frase do texto: Já me senti tão triste. Como é bom conhecer a si próprio, esse é um dom dos maiores e melhores escritores, é desse raciocínio que ele desvenda as mentes mais estranhas e cria os personagens mais belos. Já fui palco de revoltas, de roupa preta, e de constante ira, mas confinei esses pensamentos e libertei minhas alegrias, que parecem terem encontrados realmente reinos dos quais nunca tinham sentido essa emoções e se elucidaram com a energia positiva em meio de tantas tristezas e desavenças que me fizeram passar. Desejam implantar uma seriedade sem identidade, manipuladora, audaciosa por não deixar ser penetrada por essas emoções, por colocar barreiras pessoais e sentimentais para alimentar a crítica e não permitir a beleza dos sentimentos mais diversos.

Não tenho falso riso. Não uso meias palavras. Não faço ameaças, faço juras, faço críticas. Quando encontro um inimigo é porque o mesmo se mostrou. Quando discuto é porque o assunto não me convém. Quando silencio é porque simplesmente minha alma não deseja falar daquilo que já sei que vai ferir o sentimento do próximo, e as vezes falo só para que sintam o arrepio, do tipo: _ Como ele pode dizer isto? Existe ameaças, mas como todo bom jogador, também existe o blefe, para que no mínimo você saiba que não tenho cartas na manga, mas um jogo inteiro. Também sei instigar. Brigar. E com certeza, se defender. Passar por cima de regras. Esquecer todo conhecimento de vida e respeito que tanto prego como motivo pra defender meus interesses. O mundo me criou assim. A rua me fez assim. Eu soube amar e odiar ao extremo, e hoje tenho que manter a onda bem segura, pois se amo demais pensam que sou besta, e quando dou espasmos de ira pensam que sou vingativo, só que tudo meus caros na vida são momentos, são sentimentos, e se você não consegue lidar com eles, simplesmente vai sofrer. E sofro a cada dia, porque nunca vou ser aquele típico controlado de suas forças. E minha maior inspiração chama-se liberdade. Aquela velha e astuciosa, de pensar, falar, dizer, "o poeta não morreu, foi ao inferno e voltou".

Parece que a magia acabou e um monte de gente tá entrando em pânico. Estão do tipo onde encontrar mais? Quem pode ter mais? Porque não consigo dominar meu próximo? É, as coisas estão mudando rapidamente, e vocês que nunca se adaptaram a coisa alguma, vão sofrer mais do que a gente que vive sofrendo no meio desses infernos. Quando não conseguimos auxiliar um sistema simplesmente nos negamos, guardamos nossas senhas, porque existe algo de errado não só na maneira como funciona, mas na maneira como se faz para libertar os seres humanos, e hoje em dia estamos cheios de cadeias mentais e de mentes prisionais, incapazes de satisfazer um pensamento sequer. Sabe a novidade disso? _ Eu abri guerra contra essas pessoas. Eu vou morrer lutando contra essas pessoas. Eu nunca serei derrotados por essas pessoas, elas já perderam há tempo suas lutas contra mim, pois, nunca tiveram coragem de me enfrentar fora de seus sisteminhas.

A covardia é audaciosa. A coragem também. Mesmo sem time vos digo, "meu time é forte, sabe jogar", com nóis não tem essa de cair na área é pênalti, se invadir a área é gol, não vamos cair, vamos deixar no chão. Assim são as histórias, umas merecem serem contadas, outras esquecidas, mas as minhas vieram para serem escritas, é a minha hora e vez de fazer, e com certeza senhores, vou fazer certo e diferente de todos que fizeram, sabes porque? Porque todos tiveram sua chance, e se errar for o medo, não tenham medo, vocês também erraram, umas coisas concertaram, outras simplesmente mantiveram para alimentar o ócio, o ego, a insensatez, na mais variável revolta sem sentido contra tudo e todos. Minha alma luta todos os dias para estar antenada, conectada com o corpo, com os tatos sensoriais, comas delicadezas e brutezas de cada ser humano que encontro, se não posso elogiar, simplesmente calo e nada desejo além de seu bem, e preciso definir muito mais meu caráter afim de não julgar mais ninguém, não subestimar ninguém, não esperar nada de ninguém, já que podemos ser a consciência viva e sem mudez, já que podemos ser inimigos desde que seja real, já que podemos não sentir nada um pelo outro, não espere que não irei caber dentro de mim a mesma esperança que você de nem te encontrar nesses quatros imensos cantos do mundo.

É muita malícia contra os seres humanos que são iluminados sem fazer questão por está luz te habitar, é muita crueldade para que você ensine coisas das quais eles sequer teriam coragem de te falar, é um momento de tantas ameaças universais que simplesmente desejam que você viva em uma guerra constante da qual não existe. Mas quando certas pessoas começam a sentir que você não tem muitas personalidade, e sim, sua personalidade é tão variada que confunde as personalidades deles, os atores que criaram para certas situações entram em confusão por ver que você pode ser um roteiro tão delineado e significativo que seus pequenos seres vão cair em um abismo, e que esse abismo, só a pessoa que os atacou poderiam resgata-los. Existem mistérios dos quais realmente não deveríamos tocar, conhecer, mas importante do que isso, é saber que existem pessoas que não demos desejar-lhe o mal, lhes pagar com moedas que te deram só porque você acha que isso ou aquilo ela merecia. Nossa vida são cheias de surpresas, e não cabe a nós entender os seres humanos, mas ajudar-lhes.

As pessoas aprenderam a ser reativas porque construímos falsas relações excessivas, controladoras, onde não há espaço para desenvolvimento do senso de responsabilidade.

"Temos em nosso convívio diário um impacto relativo e comprometedor ao entrar em debates, desafiar nossos entes, estagnar pensamentos, apagar o brilho do seu próximo te faz sentir superior? Superior em quê? Deveríamos estar ajudando as pessoas, nunca lhes enganando com presentinhos, quinquilharias, até parece que fomos invadido novamente por Portugal, que somos índios enganados por espelhos reluzentes, devemos ajudar ao invés de atrapalhar, ou estar disposta a enganá-las com as nossas competições? Ciúmes infantis, que nos fazem perder amores, respeitos das pessoas que mais nos admiram, perseguir quem nos dá total apoio é o certo? Eu já não sei o que é certo ou errado, mas mantenho a minha postura em meio a esses pensamentos, fico longe desses surtos "psicóticos" de pessoas capazes de ficar enxergando uma pessoa sofrer, muito pior ainda pois sabe que também a faz sofrer por estes momentos, não é apenas um problema, mas uma doença pessoal de alguém que perdeu o respeito a si e à seu próximo, mesmo sofrendo estas destilações de ódio da qual para elas é amor, proteção, carinho, devemos nos empenhar em devolver o verdadeiro amor, perdão, humildade, para não perdermos a nossa essência, naturalidade, respeito, ser capaz de reintegrar está pessoa na sociedade com suas capacidades físicas e mentais totalmente sem culpas, medos, e principalmente lhes dando ensinamento adequado".

Há, estava agora lembrando, qual tristeza minha poesia não cura.




Humberto Fonseca

 

Nenhum comentário: