Humberto Fonsêca

sábado, 7 de março de 2015

Batendo de Frente Com O Inimigo - Poesia de: Humberto Fonseca

Sofisticação, inustados estamos ao acaso.

Porém o que é a vida se não a vida? O que será do destino se não o enfrentarmos? Sou prova viva de que podemos mudar o destino, e confundir o presente para uma eventual mudança do futuro. Domaremos a fera do ato segu

inte? Ou vamos esperar que ela nos ataque ferozmente? A maior prova de sobrevivência nos vem da natureza, onde seres predadores não facilitam as emboscadas aos menores, não deixam que sequer tenham tempo de pensar, mas há sempre inusitados momentos, onde o ataque do oponente acaba com outro ataque de se presa, e quem poderá vencer? O que persegue bem, ou aquele que não vai pensar em medidas para desforrar sua ira em um simples momento do qual tudo parece estar perdido, a vida não é feita apenas de uma visão, um lado, o acaso acontece para transtornar as mentes mais ambiciosas e sorrateiras, desprovidas de uma reação e auto confiante que seus atos vão surpreender quem quer que seja, não podemos temer os confrontos, é um momento de ter a energia combinada como fator próprio para desencadear uma solução rápida, instintiva, impulsiva que seja, mas que tenha em seus atos e efeitos a determinada capacidade de não se abater ou tampouco exigir do ser humano uma iluminada ação sem pensar. Mas o que é a vida se não a vida desfecho pode acontecer, a breve e inusitada circunstância nada mais é que um ato relevante ou uma proporção instintiva para nos obrigar a ter em nossos atos uma resposta a altura de nossas visões.

O ser humano quando está confuso fica incapaz de ter tais atos. Vem deste formato de visão a nossa prontidão, como diz Sun Tzu; "habilidoso é aquele que traz o inimigo ao campo de batalha", temos que saber que é preciso morrer para estar morto, enquanto houver vida haverá soluções, mas precisamos decorar as batalhas do dia a dia para não acabar sendo vítimas de uma falha, de um ato idiota. A vida tem seus momentos confusos e premeditados, eis aí o fator de decisão do qual temos que desempenhar em meio a esses transtornos irrelevantes, pois temos que lutar até a última instância, estar vivo é proveniente de nossas ambições em concluir alguma tarefa, uma missão, da qual podemos ter a plena certeza, que muito pior é fugir dela.

O medo é uma estaca, da qual o mundo moderno está desejando fincar em nossas mentes e corações, enfrentá-lo deve ser primordial nesses momentos, escutar o seu instinto não é uma possibilidade fácil quando se vermos em meio a dificuldades adversas, ou infinitas circunstâncias das quais temos que enfrentar custe o que custar. Até mesmo quem é perseguido se for astuto poderá perseguir, depende da sua capacidade em procurar enfrentar aquele ou aquilo do qual está em sua captura, em sua rota, em seu destino. Se tens um caminho a seguir irás desistir por causa de um obstáculo? Irás mudar o caminho por causa de um pensamento, olhar, uma palavra? É preciso ligar o "foda-se" e usar a inteligência para transpassar as barreiras e bombardear as trincheiras do inimigo. Eis a hora de completar a missão como viemos e como vamos partir deste mundo, o medo é apenas uma estátua da qual se você parar para admirá-lo e ter em seus consciente ele simplesmente vai te hipnotizar e tirar toda sua coragem em meio as adversidades.

Humberto Fonseca

Nenhum comentário: